quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Ela chegou

 

Hoje recebi uma visita que gosta de ser itinerante. Ela não fica só na minha casa. Está em vários lugares ao mesmo tempo, com sua cara florida e ar de piquenique. Como consegue? Fonte de inspiração constante.De Vivaldi a Tchaikovsky passando por Beto Guedes e Tim Maia, ela cabe em todos os ritmos. Como consegue ser tão linda? Sempre critico  os excessos e nela, ah nela,  tudo é absolutamente excessivo, a começar pelas cores. Só que nesse caso, não cabe crítica. Ela pode abusar do batom vermelho e da sombra azul. Quem se importa? Por enquanto, essa minha e sua prima está por aqui, para  lembrar que, às vezes,  se chega também de mala e flores. Talvez por isso, seja tempo de se permitir florescer. A Primavera chegou hoje aos nove minutos. Seja bem vinda. Até dezembro, quando chegar aquele  cara quente, a gente se renova.

Nenhum comentário:

Postar um comentário