sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Acaba 2016

Acaba logo 2016. Como ouvi e li isso durante todo o ano nas redes sociais, na vida social ou simplesmente por ai. Mal começou e já tinha gente querendo o fim. Afinal, é tanta tristeza e frustrações, sejam pessoais, políticas, astrais... Com aqueles dias pesados e repletos de lágrimas, mas que por algum motivo muito esquisito permite em algum momento um breve sorriso. O fato é que o começar tudo de novo envolve uma grande dose do que o próprio nome representa: novo. Com ele, estão os seus companheiros, o desconhecido e o medo. Mas,  o novo traz também esperança e recomeço que sempre estão colados em amigas como disposição e fé. Sou grata porque no balanço do ano que ainda passa, os dias para celebrar pesam mais do que os para esquecer. Às vezes, o motivo está em uma gravidez, um relacionamento, emprego ou promoção. Ás vezes, está em conhecer lugares e pessoas. Talvez, esteja apenas em abrir os olhos todos os dias e respirar.
Acaba sim 2016. Sou grata pelos seus 365 dias... Que em 2017 eu possa ser acolhida pelo novo como uma velha conhecida, pois desconfio que a aventura que nos torna cada dia mais humanos reside nesse abraço.

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Novembro para guardar

Em um piscar de olhos, novembro chegou... Hora de juntar o que ficou largado em nossa vida nos meses que se passaram ... E olha , que não é pouco... Tem coisas que a gente se recusa a guardar embora ande vestido com elas, às vezes, 24 horas,em outras, vários dias: frustração, tristeza, raiva, desânimo, preguiça... Na hora de recolher tudo só queremos carregar as coisas boas, mas elas estão guardadas. E a gente só pode torcer que quando chegar a hora de limpar os armários possa dar o que sobra em nossa vida e que, muitas vezes, falta na dos outros que estão necessitados de alegria, esperança, vitórias, momentos felizes... Quando dezembro chegar que possamos realmente dar ao outro o que nos sobra de bom ... Aquilo que não serve, que se jogue fora... Vamos começar a recolher agora para poder separar direito. Passado dezembro, em janeiro, que a gente tenha espaço para começar tudo de novo vestindo o que há de bom e de ruim nessa vida, bagunçando, espalhando, organizando o que faz essa vida ser o que é ! Um ótimo novembro para nós!

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Agosto

Agosto, eterno mês do desgosto. Para muitos, mas não para mim. Está certo que o mês vai ser movimentado no cenário político e esportivo. Mas, que o mês seja leve, feliz .. Às vezes, passamos por situações ruins no dia a dia e nem percebemos que o nosso agosto aconteceu naquele exato momento e não em um mês de 31 dias com milhões de acontecimentos que vão desde chegadas até partidas; promoções, demissões;  comemorações e fundo do poço... Está achando a vida difícil? Ah, mas pode melhorar... Acredite! Que seu agosto tenha um gosto diferente e que ele possa ser um janeiro ou dezembro ou até mesmo setembro. E como diz o poeta, que acima de tudo ele seja doce.  

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Morrer de viver


Estava pensando nas milhares de oportunidades que a vida nos dá todos os dias e que nem percebemos. Na chance de fazermos novo, melhor ou simplesmente não fazermos nada. De contar cada dia como menos um ou mais um e de se repetir naquelas atitudes que prometemos nunca mais fazer igual. Estava pensando na vida e em como ela nos torna plenos de tudo aquilo que buscamos para sermos mais meio cheios do que vazios.Se a gente nasce, cresce, morre, ao morrer  não quero um rótulo como  morreu de amor, ou então que morreu  de velhice  ou de  doença. Se as escolhas são permitidas e optamos pelo caminho diariamente,  quero a melhor opção de todas,  simplesmente morrer de viver.