quinta-feira, 21 de junho de 2012

Janelas

Tenho certeza absoluta que quando Deus fecha uma porta abre sim  janelas  por onde podemos ver o mar, o por-do-sol ou qualquer outra paisagem que seja uma necessidade imediata... As mudanças estão sempre em nossa vida e é inevitável abraçá-las por mais doloridas ou desconhecidas que sejam. É que nem sempre parecem ganhos ou somas. Às vezes, busca nossa e outras, do outro, que nessas horas não parece bem vindo, porque é aquele que cobiça, usurpa e parece impedir de crescer. Ele não é mais alto que a janela que se abre, pode ser até aquele degrau/impulso que precisamos para alcançar, olhar e chegar ao outro lado. As janelas estão por toda parte esperando se tornarem visíveis. Da minha, ainda entreaberta, vejo um caminho onde posso seguir em frente. Isso faz toda a diferença para a esperança que me sorri.