terça-feira, 8 de novembro de 2011

O meu é melhor que o seu

Estava pensando em como somos melhores em tudo, apenas pelo fato de sermos. A idéia de perfeição que se persegue ao longo da vida, muita vezes, vem junto com a da competição. é como se fosse uma luta diária pela sobrevivência do meu melhor que o seu. Lembro que, quando meus filhos eram pequenos, tinha uma colega no trabalho que vivia dizendo como os dela eram perfeitos, eram primeiros nisso ou naquilo. Em um desses momentos TPM lembro de ter dito; “ quer saber, meus filhos são melhores que os seus !” Diante da perplexidade, acrescentei: “são melhores porque são meus!”. Nada de tom alto, gritos, mas de firmeza de quem sabe que isso é uma verdade. Porque não depende de beleza, inteligência... Com esse pequeno ataque coloquei fim a essa história de melhor que o seu. Não é só competição materna ou familiar, é no trabalho, nas viagens, na vida social, nos amigos,  nos amores... Cada namorado, marido ou amante perfeito,  que fazem a gente acreditar em vida extraterrestre. Devem ter vindo de algum planeta que não seja a terra. Que nada! É que o que me pertence, faz parte de mim, vai ser sempre melhor, mesmo quando é só meio.  Mesmo quando está meio errado, mesmo quando parece feio ou inacabado Não importa como você é avaliado pelo outro, ou se ele acha que é o melhor. Desde que esse melhor não seja uma competição, o que importa é ser, saber ser gente. O meio errado pode me ensinar a ser  todo certo. Sou completa quando o incompleto está por perto. Você pode não ser  perfeito no conceito e no olhar de muitos, mas você é perfeito para alguém. É para isso que existe o espelho. A ideia de se amar nos faz melhores. Tudo que é meu é melhor que o seu, mas que bom que o seu também é melhor que o meu. Acho que o mundo precisa do  que se pode chamar autoestima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário