domingo, 27 de novembro de 2011

Anjos

Clarice Lispector: "Ela acreditava em anjo e, porque acreditava, eles existiam." Estava pensando sobre essa frase...Desde pequena acredito em anjos. Primeiro, eles tinham asas, com elas me acolhiam e protegiam de todo mal que pudesse estar ao meu redor. Podiam voar, que delícia! Cresci e cresceram meus medos. O medo de entrar mar adentro, de altura, de que algo não desse certo, das perdas... E quanto mais cresci, mas cresceu a certeza de que anjos existem. Eles deixaram de ter asas e passaram a ser também o outro que não é pintado, nem descrito em obras, que não é perfeito, mas se manifesta. O anjo está em quem  oferece ombro, abraço, colo; em quem não deixa você desistir nos últimos minutos da corrida; que incentiva; que surpreende com pequenos ou grandes gestos de bondade. O anjo está no sorriso de quem agradece, solicita, doa, perdoa... Eu acredito em atos de carinho e na proteção de quem nos quer bem... O anjo e suas asas  talvez não possamos ver, mas a  sua manifestação está no nosso cotidiano, a nos proteger, incentivar e alegrar. Na existência  do outro  pode estar um anjo.  E porque acredito, como dizia Clarice, definitivamente, eles existem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário