segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Sorrir

Trânsito horrível, humor péssimo, TPM total. Aqueles dias em que,  literalmente, se baterem você no liquidificado não vai dar nem  meio copo. E de repente, passa alguém e abre aquele sorriso, como se você com todas as suas “boas”  energias fosse um catalisador de algo positivo. Como se você fosse  aquele  ser humano zen,  que abraça árvores, conta estrelas e etc... O sorriso é algo que se recebe sem se questionar. Tem gente que sorri tanto, que a impressão que tenho é que tem mais dente do que boca. E daí? Melhor do que receber é retribuir. Sorrir faz bem, ainda mais quando vem de dentro. Sabe aquela gargalhada interior?  Chegar a gargalhar pode ser um pouco difícil... A questão não é saber se o mundo vale a pena. É fazer uma forcinha.  Não precisa sorrir  o tempo todo para que o outro  suponha que você é  feliz. Charlie Chaplin,  gênio que era, sabia do valor de um sorriso, de um esboço que fosse. Permita o momento. A gente só  precisa  começar  de algum  jeito  tentar ser feliz. Que tal esse? :0)
Com aquele sorriso, o meu dia ficou muito mais feliz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário